Fósseis de dinossaúrios e tartarugas com 150 milhões de anos descobertos no concelho de Pombal

Uma escavação em Monte Agudo, em Pombal , no final de Março, trouxe à luz do dia fósseis que se acredita pertencerem a dinossáurios saurópodes e a tartarugas que ali viveram há 150 milhões de anos, foi hoje revelado.

Estes fósseis foram encontrados entre 21 e 25 de Março, durante a primeira parte de uma campanha de escavação de paleontólogos portugueses e espanhóis, para avaliar o potencial paleontológico daquela jazida em Monte Agudo.

Para Elisabete Malafaia, paleontóloga do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), “esta descoberta vem confirmar o elevado potencial paleontológico e interesse científico da região de Pombal para o conhecimento dos ecossistemas com dinossáurios em Portugal do final do Jurássico”.

A jazida de Monte Agudo situa-se muito perto de duas localidades com fósseis do final do Jurássico (150 – 145 milhões de anos) já bem conhecidos: as jazidas da Junqueira e de Andrés. Naquela primeira foram descobertos, em Junho de 2015, fósseis de um dos maiores dinossáurios saurópodes até então encontrados na Península Ibérica. O animal teria 12 metros de altura e 25 metros de comprimento.