Incêndio teve origem numa trovoada seca e 61 mortos confirmados

O diretor da Polícia Judiciária afirmou que o incêndio que deflagrou ontem no concelho de Pedrógão Grande  teve origem numa trovoada seca.

«A PJ conseguiu determinar a origem do incêndio e tudo aponta muito claramente para que sejam causas naturais. Inclusivamente encontrámos a árvore que foi atingida por um raio», revelou Almeida Rodrigues.

«Conseguimos determinar que a origem do incêndio foi provocada por trovoadas secas», sublinhando que foi a partir desse momento que o fogo se propagou.

Entretanto, António Costa corrigiu esta tarde o número de mortos no incêndio de Pedrógão Grande de 62 para 61, referindo que uma das vítimas estava contabilizada duas vezes.

54 pessoas ficaram feridas no incêndio que atinge Pedrógão Grande e outros dois concelhos do distrito de Leiria. Quatro delas estão feridas com gravidade e cerca de 150 pessoas ficaram desalojadas.O Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, revelou que duas pessoas morreram num acidente rodoviário enquanto a maioria morreu carbonizada.

O incêndio ainda não está extinto e continuam duas grandes frentes ativas a lavrar com bastante intensidade. A mudança de direção do vento tem dificultado o trabalho dos bombeiros.O Secretário de Estado da Administração Interna apela à população que fique em casa e que não se dirija ao local.